Sem Fru-Frus nem gaitinhas o mesmo será dizer que se lixe o «politicamente correcto»... Let the show go on!!!!

23
Nov 06

Estão a ver a Avenida de Roma??? Areiro??? Continuem a andar, Alameda….mais ainda e chegamos a Arroios e depois Anjos….Paremos aqui!
Estou a trabalhar neste momento nos Anjos…
Gosto de pensar na Almirante Reis, como o prolongamento da Avenida de Roma. Uma coisa parecida com a Lilli Caneças do «jet-set» e a Lilli Caneças na Quinta…
A Almirantes Reis poderia ser uma 5ª Avenida…tem todo o potencial para…mas infelizmente não passa de uma Avenida movimentada, deprimente…mas muito, muito divertida, pitoresca, colorida e especialmente diversificada…
Temos as centenas de lojas de móveis pertença de Indianos, depois podemos percorrer aquelas ruas pequenas do bairro das colónias, olhar as lojinhas de esquina …
Aposto que ninguém sabe que numa dessas ruas se esconde um dos melhores restaurantes vegetarianos. É pertença de um casal de Ucranianos, que para além de nos oferecerem verdadeiras maravilhas gastronómicas, ainda nos presenteiam com os beijinhos que vão trocando sempre que se encontram, entre o levantar de uma mesa ou o servir de um prato…
Mas em plena Almirante Reis muito perto do metro dos Anjos há qualquer coisa fantástica, irreal, mágico…num estalar de dedos passamos da Europa para outro continente…
Nada mais é que uma porta mais ou menos disfarçada por uma loja de atoalhados com bom aspecto… e por um cartaz que publicita o «curriculum-vitae» de um Cabeleireiro, cuja experiência é dos Estates.
Assim que contornamos a esquina da loja de atoalhados entramos em ÁFRICA!!!
A música Africana enche-nos os ouvidos. Todas as lojas deste pequeno centro comercial são pertença de Africanos, os cheiro de comida invade-nos, os lojistas sentam-se à porta das lojas e conversam animadamente…cabeleireiro Africano (o tal famoso) faz aquelas trancinhas, estica os cabelos e até tem perucas, lojas de roupas Africanas, panos coloridos e mais panos, uma loja de musica com cds cujas capas encontram-se totalmente desbotadas, uma loja de filmes «porno-chachada» só com negros e negras… é surreal!!!
Se tiverem coragem de entrar (sim porque é preciso!!!) entrem!!!
Mas atenção «gargalhadas» não são permitidas …porque naquele espaço nós é que somos os intrusos!
Mas todos os dias quando passo por lá…garanto-vos que fico com um sorriso na cara ou quando vou com alguém que também já percorreu aquele espaço é certo que durante uns momentos revivemos o «grande momento» e lançamos umas sonoras gargalhadas.
 
O divertido mesmo é convencer alguém a fazer aquele «tour» …
 
@ Princesa Virtual
publicado por PrincesaVirtual às 23:43
sinto-me:

22
Nov 06

Sempre li «blogs» que mais que respirarem, transpiravam sentimentos. Como se as palavras tivessem cores… alegria, euforia, felicidade, infelicidade, tristeza, aborrecimento, divertimento….
Não sou pessoa para deixar passar todas as minhas cores para o blog, aliás porque o utilizo apenas no intuito de me divertir…
 
Mas há dias em que pensamos quão ínfimos são os nossos problemas, que tolos somos, que frívolos…perante o verdadeiro desaire, perante a dor profunda…
 
Por isso hoje vou deixar passar outras cores: tristeza, constrangimento, incredulidade…
 
….
 
Would you know my name
If I saw you in heaven?
Would it be the same
If I saw you in heaven?

I must be strong
And carry on,
Cause I know I don't belong
Here in heaven.

Would you hold my hand
If I saw you in heaven?
Would you help me stand
If I saw you in heaven?

I'll find my way
Through night and day,
'Cause I know I just can't stay
Here in heaven.

Time can bring you down,
Time can bend your knees.
Time can break your heart,
Have you begging please, begging please.

Beyond the door,
There's peace I'm sure,
And I know there'll be no more
Tears in heaven.

Would you know my name
If I saw you in heaven?
Would it be the same
If I saw you in heaven?

I must be strong
And carry on,
'Cause I know I don't belong
Here in heaven.

(Eric Clapton)
....
 
Por um anjo de 3 meses que nos abandonou …
@Princesa Virtual
publicado por PrincesaVirtual às 22:42

Há mundos desconhecidos e fantásticos...pergunto-me:

Para onde levará ele a Máquina de Costura???!!!

Será que era a unica coisa importante que tinha para salvar???

E o sorriso???!!!

@da vossa (salvo seja)  Princesa Virtual

publicado por PrincesaVirtual às 11:25

18
Nov 06

 

Hoje fiquei a pensar ao ler os blogs de umas amigas que tenho linkadas ai ao lado o blog das meninas http://www.osexoeaansiedade.blogspot.com/ e o blog da Inconfidente http://inconfidencias.blogs.sapo.pt/ .
 
O tema era a depilação masculina integral, que pelo que li lá é adoptada por muitos homens!! Desconhecia que era prática GERAL.
 
O que estava em questão era o facto de isso ser pouco masculino…e de alguns homens acharem que isso faria deles uns GAYS.
 
Não me parece que o facto de certos homens se depilarem faça deles uns GAYS, veados, maricas, paneleir… etc e tal…
 
Aliás porque há muito que alguns homens se depilam por questões estéticas, arte, desporto…
 
Até aqui estou relativamente à vontade ( a única parte que de facto me espantou foi o facto de ser mais ou menos uma pratica Geral a depilação integral dos homens).
 
Como faço sempre, resolvi ler os comentários e foi ai que abismei!!!
 
Parece que não só é pratica geral, como são as próprias mulheres que o sugerem e os aliciam a… Diziam a maioria que preferiam homens depilados, que o toque era mais suave…etc etc etc…
 
Eu deixei a minha modesta opinião…mas confesso que um pouco a medo, porque a multidão «pró-depilação-integral» era significativa e Princesa que é Princesa não gosta de ser «vaiada»!!!
 
Bom, pegando no tema resolvi colocar aqui a minha opinião.
 
Pergunta. Homem com pêlos ou sem eles???
 
Resposta da Princesa: Com pêlos!!!
 
Não sei porque, sempre que penso num homem integralmente depilado a minha visão romântica dos homens esbate-se e a única coisa que visualizo são coelhinhos bebés, peladinhos e que parecem uns ETs!!!
 
Ok confesso homens peludos em que não se vê um cm de pele, também não me parece muito sedutor e sugestivo…mas definitivamente não são todos assim!!!
 
Agora a interpelação seguinte será : Então e as mulheres??? Não se depilam elas para eles??? Não o fazem por eles???
 
Eu diria que sim, que o fazem por eles…mas também por elas.
 
Agora e se uma mulher preferir um homem «integralmente» depilado e ele também preferir uma mulher «integralmente» depilada, no entanto ele não se encontra muito disposto a entregar-se às mãos de uma «torturadora» (vulgo esteticistas) qualquer. Que fará a mulher??? Deixará crescer aos cabelos das pernas, como os da cabeça???…Não me parece que o faça…
 
 Seria incapaz de pedir a um homem que se depilasse:
 
  • Porque mataria a minha visão romântica deles…
  • Porque os acho sexy com pêlos
  • Porque lhes acho piada com pêlos
  • Porque os acho sedutores com pêlos
  • Porque às vezes fico lixada por ter que me depilar e coisa e tal… não são só os homens que não aceitam as mulheres peludas, a sociedade (e.x as outras gajas) também não nos olham com bons olhos...
  • E porque me dói como o caraças fazer a depilação (com cera)!!
 Os homens que depilaria são aqueles que ABOMINO!
 
Estava-me aqui a lembrar de uma coisa, agora que vem o Inverno, não é muito mais confortante encontrar por entre os cobertores uma perna quentinha peluda,que uma pelada???!!!
 
Ok se isso é ser retrógrada!!! Que seja!! Sou assumidamente RETRÓGADA!!!
 
E depois o Clooney tem pêlos!!! (considerado o homem mais sexy do ano pela revista People - good choice)
 
@ a vossa (salvo seja) Princesa Virtual
publicado por PrincesaVirtual às 18:09
sinto-me:

15
Nov 06

@Foto de Nuno Estrela

Estava um dia de chuva muito parecido com o dia de hoje. Eu tinha sido promovida há pouco tempo, e sentia-me quase, quase…. ALGUÉM na minha firma.
Sim que isto de passar a «CHEFE» tem que se lhe diga.
A minha primeira equipa de trabalho era diminuta, mas muito agradável, tinha um colega/amigo com quem eu me dava muito bem com uma vertente acentuada de «Grande Amiga», o mesmo será dizer um homossexual não assumido e um outro acabadinho de chegar à Empresa.
Por outro lado o meu primeiro cliente em que assumiria o papel de CHEFE (como responsável de campo) era também uma simpatia. Um cliente que eu sempre fiz e por isso sentia-me q.b. à vontade e era conhecedora dos cantos à casa!
 
Isso só fazia com que o meu EGO estivesse do tamanho da tempestade que nesse dia se tinha abatido sobre Lisboa e olhem que era daquelas de fazer com que as tampas dos «bueiros» e «esgotos» saltassem provocando esfusiantes repuxos pela cidade de Lisboa.
 
Ainda hoje invejo a qualidade de vida das pessoas que trabalhavam nesse empresa (se bem que uns anos mais tarde em prol de fusões/cisões tudo mudou).
 
O Director Financeiro o meu contacto privilegiado chegava às 10.30H, ia ao seu gabinete, depois passava pela contabilidade e a seguir pela sala onde nos encontrávamos e dizia:
 
- Doutora vamos ao cafezinho???!!
 
E lá íamos nós todos ao cafezinho, que demorava invariavelmente meia hora a 45 minutos. Ou seja 11.00H ele estava a trabalhar, às 12.30H a sair para o almoço, às 14.30 regressava, mais conversa aqui, conversa ali e às 17.15H estava a passar pela nossa sala e dizia:
 
-Doutora então até amanhã!!!
 
Nos primeiros tempos ficava de rasto com aqueles horários e roía-me de inveja!!
 
Havia outra figura fascinante, o «Chefe da Contabilidade». Um senhor já idoso, que não queria nada com os computadores, que tinha tudo recalculado em livros não fosse o «Diabo tecê-las e a Luz falhar!!!».
Confesso que muitas vezes me deu vontade de gargalhar em frente ao senhor, mas quando ele me esclarecia qualquer dúvida naqueles livros escritos com uma letra desenhada de caneta de aparo, o meu «gargalhar» depressa passou a estupefacção e admiração!!!
 
Acho que nunca tinha apreciado aquela letra artisticamente desenhada a não ser em museus e livros antigos e muito menos tinha tido a oportunidade de ver tantas canetas de «aparo».
 
Naquele dia invariavelmente o Director Financeiro passou pela nossa sala e disse:
 
- Doutora vamos ao cafezinho???
 
Respondi-lhe «- Claro». À nossa espera estava também o Director Geral e com isso o meu EGO aumentou um pouco mais, quase que flutuava!!!
Ia a sair quando reparei que chovia torrencialmente, por isso pedi ao meu colega que apanhasse os nossos guarda-chuvas.
 
A Empresa ficava perto do Largo do Rato e o café ali muito perto,.. o passeio era calçada portuguesa (que novidade!!!), a estrada daqueles cubos grandes e pretos de calçada e eu muito aprumadinha num fato de saia e casaco, meia preta, saltos altos…
 
Lembro-me de pensar…«-uiiii que isto está bom para as quedas».
 
Depois não me lembro de muito mais para além  de «patinar», tropeçar no meu guarda-chuva (tinha parado de chover), da sensação da mão do meu colega e pensar que ele me ia agarrar e depois…depois estava de gatas no meio da estrada!!!
 
Ali estava eu com 4 homens a tentarem-me levantar, muito preocupados, um deles o meu colega (e amigo!!!!) não parava de rir… e eu apetecia-me desatar a chorar porque os joelhos doíam-me muito!
Mas o pior é que nem depois da queda consegui ficar aprumadinha, tipo «Já passou, só 4 é que viram a minha VERGONHA!! Eu a chefe de «gatas» no meio da rua!!!»
 
O meu fato era escuro e estava cheia de lama e as minhas meias pretas tinha 2 buracos enormes nos joelhos e sangravam um pouco! Ainda tive que dar explicações a algumas pessoas no café a maioria conhecidos do Director Financeiro e do Director Geral!!!
 
Voltei à Empresa e pensei agora vou conseguir me compor, vou à casa de banho limpo as feridas, tiro as meias (antes passar frio que passar vergonha!!!) e fim desta história!!!
 
Mas comigo nada é assim tão simples, depois de estar «aprumadinha» apareceu um senhor que no meio de um «open-space» cheio de pessoas gritou:
 
-Doutora, Doutora mandaram-me vir-lhe entregar esta pomadinha para as suas feridas. Fui buscar ao nosso stock!!!
 
Corei um pouco e disse:
 
 - Mas isso não me fará mal???!!
 
Ao que ele retorquiu quase indignado:
 
-Nãaaa Doutora, se cura cavalos, também vai curar a Senhora!!!
 
A Empresa era de produtos veterinários.
 
@ com os melhores cumprimentos a vossa (salvo seja)  Princesa Virtual
 
publicado por PrincesaVirtual às 23:19
sinto-me:

13
Nov 06

- O senhor sente-se aqui!!!
- Não, não … a menina deixe-se estar…
- Eu vou sair na próxima paragem o senhor sente-se por favor…
- Ahhh muito obrigado…
 
Foi engraçado reparar no constrangimento de ambos perante o olhar de quem ia naquela carruagem de metro.
 
A rapariga porque perante a negativa inicial do senhor tinha todas as pessoas a olhar para ela e o senhor (já de alguma idade) porque sentia o constrangimento de uma menina lhe dar o lugar.
Julgo que na sua época, nunca em tempo algum uma menina daria um lugar a um cavalheiro!!!
 
Mas mudam-se os tempos e mudam-se as vontades…
 
E «nestes tempos» confesso que me apraz assistir a algo tão simples como isto! Diria mesmo que é invulgar…
 
O senhor era interessante, tinha uma barba branca muito bem aparada, vestia bem, tinha um ar «clean» e nobre, como se tivesse saído de uma qualquer obra de Eça de Queiroz. Daquelas pessoas que eu acho que nunca deveriam andar de metro em horas desassossegadas!
Foi precisamente isto que pensei na altura…e que me fez sorrir para dentro.
Sorrir e rir para dentro nos espaços públicos é crucial, faz parte do manual de sobrevivência, para não sermos considerados mais um «louco(a) de Lisboa» tal como dita a canção.
 
A rapariga ainda era novinha diria que não mais de 18 anos (fantástico não é!!!) ia agarrada ao varão que fica no pequeno hall da carruagem junto da porta de saída. Reparei que algo a incomodava pela forma como fixava o tecto da carruagem. Utilizo muitas vezes essa técnica num espaço demasiado apertado. Fixar algo onde ninguém consegue encontrar os meus olhos e Eu os olhos de alguém!
 
A minha figura de «Eça de Queiroz» ia sentada e virada para o local onde a rapariga estava e fixava-a!!!
 
Pensei…mau querem lá ver que a minha figura de Eça de Queiroz passa (em minutos) a uma figura de Stephen King (isto iria me custar agora que tinha romanceado)!!!!!
 
- Psssstttt…pssstttt….
 
O senhor agitava a mão na direcção da rapariga.
 
- Não…não…não me quero sentar obrigado…
 
O senhor insistia.
 
- Psssstttt…psssttt … aproxime-se…
 
Agora sim a rapariga estava constrangida (pela 2ª vez naquela viagem) e notei-lhe no olhar que também estava a ponderar se o senhor de barbas branquinhas não seria algum «psicopata».
 
-Pssstttt…psssstttt…chegue aqui sffv…
 
A rapariga estava encurralada…entre pedidos de desculpa e com licenças conseguiu-se aproximar do senhor «Eça de Queiroz».
 
Então ele mexeu numa pasta de cabedal e tirou de lá um livro, que estendeu à rapariga.
 
Um livro de poesias, de sua autoria. Não consegui ler o nome do autor, apenas o título.
 
A rapariga sentou-se em frente ao senhor, num lugar que tinha ficado vago na altura. E folheou o livro, passado um bocado levantou-se e preparou-se para sair, não sem antes agradecer de uma forma muito simpática.
 
Mas o mais engraçado para além de um certo ar pomposo e «inchado» que o senhor Eça de Queiroz colocou, foi ter-lhe vislumbrado um sorriso de contentamento de como quem diz «- Ainda sou um cavalheiro e muito capaz!!!».
 
Não sei porquê mas senti inveja da rapariga, gostaria muito de ter aquele livro e descobrir quem era a minha figura «Eça de Queiroz».
 
Mas a viagem terminou e eu não tive coragem para abordar o senhor «Eça de Queiroz»…
 
Os desejos de uma excelente semana para todos.
 
Da parte da vossa (salvo seja)  Princesa…
 
publicado por PrincesaVirtual às 00:51
sinto-me:

10
Nov 06

Hoje não foi um bom dia!!! Não foi mesmo!!!

 

Fui ASSALTADA!!!

 

De manhã levantei-me e estava mais pobre!

 

Não é o bem material em si que me deixa…IRRITADA, FULA, LIXADA, FURIOSA, TRISTE, ZANGADA… é pelo facto de perder algo que me dava tanto prazer…

 

Hoje foi um dia que só me apetecia dizer ASNEIRAS, daquelas grandes…

 

Depois apeteceu-me chorar (mas não chorei!!!)…

 

 

DETESTO GENTINHA E PATIFES!!!

 

ODEIO LADRÕES!!!

 

Passei o dia entre estes sentimentos…

 

Fui almoçar e quando entrei na Empresa onde estou a trabalhar, deparei-me com uma coroas de flores à entrada. Uma pessoa tinha falecido…

 

Por momentos olhei para a coroa e depois pensei «Que se lixe!!! Estou viva…as pessoas de quem gosto estão vivas…que se lixe o que me roubaram que é tão pouco comparado com o que poderia ter de facto perdido!!!».

 

Fiquei mais alentada, mas ainda estou combalida!!!

 

BOLAS BOLAS BOLAS….  Se apanhasse o ladrãozeco, arrancava-lhe os cabelitos do peito e os das pernas um a um com uma pinça e ainda os… ok ok … disse que não ia pensar mais no assunto e não vou pensar mesmo!!! Ahhhh só mais uma coisinha que me lembrei, s tivesse barba e bigode também era «pinçado»!!!! (inspirando calmamente e fazendo uns exercícios para entrar em ZEN)!!!

 

@ a vossa (salvo seja) Princesa  que hoje está

 

publicado por PrincesaVirtual às 20:19
sinto-me:

09
Nov 06

É um vicio…

Depois de quase um mês sem escrever descobri que de alguma forma isto tem um factor terapêutico sobre mim…

Muitas pessoas que me visitavam (ou visitaram no meu palácio anterior) tinham quase a certeza que eu voltaria.

Voltei…conclui que gosto de ter um espaço para escrever…

 

Ainda não sei que Princesa vou revelar aqui, mas isso também não é importante para já…

 

Inauguro oficialmente o «Sem Fru-Frus e Gaitinhas!!!»

 

Beijos (recatados) para  quem me possa vir a ler (tem piada ainda não ter ninguém a ler-me!!!) da vossa (salvo seja)  Princesa Virtual

 

publicado por PrincesaVirtual às 22:49
sinto-me:

Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
16
17

19
20
21
24
25

26
27
28
29
30


Mais Musica
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Os Fru-Frus que tocam...
Quem está agora a ver os Fru-Frus...
blogs SAPO