Sem Fru-Frus nem gaitinhas o mesmo será dizer que se lixe o «politicamente correcto»... Let the show go on!!!!

27
Dez 06

Ouvia esta musica que toca no meu blog The HouseMartins (buiding) quando tinha ai uns 17/18 aninhos acho eu...
Fazia-me suspirar…
Ainda sinto uma borboleta na minha barriga de saudades das minhas músicas e dos suspiros dos meus 17 anos…
A imagem que tenho de mim mesma é encostada a um vidro da janela e enquanto ouvia a música fixava-me longe…muito longe…para lá do horizonte e via desfilar a minha vida futura…
Hmm acho que para ser sincera era mais coisas como amor, paixão, príncipes encantados, cabriolets, novelas cor-de-rosa… aiii aiiii…
 
Doce nostalgia esta que me invade no fim de 2006 e inicio de 2007….
 
Aproveito para vos desejar um excelente ano de 2007….
 
 
Beijos recatados da vossa (salvo seja) Princesa Virtual
 
PS Relativamente ao «post» anterior gostaria de prestar um esclarecimento (e isto face a alguns comentários muito simpáticos que li)  é que na verdade não sou nenhuma alma bondosa que se passeia por este mundo. Sou muito igual a muita gente…o que  não impede que a minha consciência social me atinja e algumas vezes me force a fazer algo, outras sigo o meu caminho (com alguma vergonha é um facto!!).
Neste caso especifico não me deparei com o tal senhor e como não passei o Natal em casa, foi mais uma daquelas situações de «longe da vista…longe do coração»…  FIM DE ESCLARECIMENTO PARA REPÔR A VERDADE!
publicado por PrincesaVirtual às 16:37
sinto-me:

20
Dez 06

Eu sei que é Natal…ou quase. Apetece-me as festas de família, o aconchego da lareira…
Mas há uma coisa que me tem feito matutar…
Há alguns meses atrás descobri que à porta da minha casa pára uma carrinha…e descobri que nessa carrinha vive um homem.
É engraçado que o senhor que vejo sair todos os dias da carinha, não se arrasta, não tem um ar de mendigo, ou sujo…se não o visse sair todos os dias nem me passaria pela cabeça que ele viveria ali.
Penso no frio, na ausência das condições mínimas… e agora que se aproxima o natal  onde irá ele passar o Natal?!!! Na carrinha?
Estão a lançar avisos relativamente ás descidas de temperatura.
Também já me passou pela cabeça aborda-lo, poderia dar-lhe a ceia de Natal…se bem que não sei muito bem como o fazer… E o mais provável é alguém dizer que sou tola e pedir-me para ficar quieta!!!
Vendo umas fotos antigas do ano passado quando nevou, reparei que já nessa altura a carrinha estava estacionada à porta da minha casa!
É impressionante como o «desconforto» da miséria de outrem nos passa ao lado, sem que pisquemos os olhos uma única vez…
 
Um Feliz Natal para todos… é os desejos da vossa (salvo seja)  Princesa
 
publicado por PrincesaVirtual às 15:51
sinto-me:

11
Dez 06

 (Pai Natal tem que escolher melhor as suas renas!!!)

Gostaria de voltar a ser menina este Natal, para voltar a sentir aquela emoção que apenas as crianças sentem…
Sempre tive presentes de natal, mas o Pai Natal nunca foi tão generoso comigo como o é agora para a maioria das crianças…ou pelo menos para as crianças felizardas, nunca me esqueço que ainda há crianças em Portugal que nunca receberam uma prenda.
Na minha casa fazíamos uma árvore de natal e um presépio com musgo verdadeiro.
Lembro-me de irmos os quatro, eu, o meu irmão e os meus pais até ao fundo da nossa rua onde se estendia um pinhal (que foi dizimado em prol de uma auto-estrada e betão…betão…) e ai apanhávamos o musgo e colhíamos a nossa árvore de natal…
Ainda hoje mantenho a tradição de fazer na minha casa um presépio com musgo verdadeiro, com lagos, pontes, moleiros, castelos, igrejas, pescadores, lavadeiras, músicos etc…etc… e está claro a sagrada família.
Descobri uma casa no areeiro que vende aquelas figurinhas de presépio (toscas) que fazem parte dos meus natais passados…
Do meu Natal também fazia parte o cheiro do Pinhal…lembro-me do cheiro da terra húmida…
A minha mãe fazia o pão-de-ló, os fritos de natal , arroz-doce … e o cheirinho da canela invadia-nos…
Ahhhh e os natais dos hospitais…era um momento importante!!!! Fazia parte da quadra…
O Pai Natal não existia…quem era REI na minha casa era o menino Jesus. Não me lembro qual a explicação para que os presentes aparecessem na chaminé…hmmm talvez o menino Jesus na altura fizesse o «dirty Job» … depois bem mais tarde quando eu já era crescidinha, passou-se (cansou-se) e chamou o Pai Natal.
Lembro-me que os meus pais na Noite de Natal mandavam-nos para a cama relativamente cedo e nós nesse dia não reclamávamos, aliás desejávamos que a noite passasse rápido… por nós nem deveria existir a noite de 24 de Dezembro….
Depois de madrugada eu e o meu irmão levantávamo-nos e corríamos para a chaminé…e quando víamos as nossas prendas o nosso coração rebentava de alegria.
Penso no que poderia ter acontecido se um dia não tivéssemos as nossas prendas…julgo que o nosso coração se partiria em pedacinho pequeninos e ainda hoje andaria à procura de alguns deles…
Era puro êxtase e uma alegria profunda o que sentíamos.
Geralmente tinha no sapatinho chocolates, uma boneca e um livro.
Adorava o cheiro das minhas bonecas novas, dos livros….
Tem piada que ainda hoje sinto esse cheirinho.
Lembro-me de tocar nos meus brinquedos com puro deleite…
Continuo a gostar do Natal, apenas tenho pena de não ter mais tempo para os prazeres Natalícios…
 
Caro Pai Natal se por acaso tiver a ler este meu «post» gostaria de o de relembrar que aprecio imenso:
 
-botas (mas escolho eu!!)
-perfumes(este pode escolher o Pai Natal!!!)
-anéis (adoroooo!!!)
-pulseiras (pode escolher…)
-Roupa (mas escolho eu!!!)
-Livros (peça ajuda na livraria…na duvida traga um best-seller)
….
 
Caro Pai Natal pelo sim, pelo não guarde o talão das compras. E sim…tenho me portado muito bem este ano :D
 
Pelo sim pelo não… ;)
 
@PrincesaVirtual
 
PS Pai Natal só mais uma coisinha não quero utensílios de cozinha, nem electrodomésticos e coisas afins, nem paninhos, naprons, nem mantinhas…e um par de meias está fora de questão!!!

publicado por PrincesaVirtual às 11:11
sinto-me:

07
Dez 06

Será que alguém já pensou na alma de uma casa???!!!...de uma casa antiga ,de um castelo, de um palacete...de uma casa de pedra...

Eu já...

Mostraram-me este poema de Ruy Belo que me encantou...Oh as casas as casas as casas...

Oh as casas as casas as casas
as casas nascem vivem e morrem
Enquanto vivas distinguem-se umas das outras
distinguem-se designadamente pelo cheiro
variam até de sala pra sala
As casas que eu fazia em pequeno
onde estarei eu hoje em pequeno?
Onde estarei aliás eu dos versos daqui a pouco?
Terei eu casa onde reter tudo isto
ou serei sempre somente esta instabilidade?
As casas essas parecem estáveis
mas são tão frágeis as pobres casas
Oh as casas as casas as casas
mudas testemunhas da vida
elas morrem não só ao ser demolidas
ela morrem com a morte das pessoas
As casas de fora olham-nos pelas janelas
Não sabem nada de casas os construtores
os senhorios os procuradores
Os ricos vivem nos seus palácios
mas a casa dos pobres é todo o mundo
os pobres sim têm o conhecimento das casas
os pobres esses conhecem tudo
Eu amei as casas os recantos das casas
Visitei casas apalpei casas
Só as casas explicam que exista
uma palavra como intimidade
Sem casas não haveria ruas
as ruas onde passamos pelos outros
mas passamos principalmente por nós
Na casa nasci e hei-de morrer
na casa sofri convivi amei
na casa atravessei as estações
respirei - ó vida simples problema de respiração
Oh as casas as casas as casas

@PrincesaVirtual

publicado por PrincesaVirtual às 22:24
sinto-me:

03
Dez 06

Estava aqui pensar numa coisa que ouvi …
Algo que me provoca uma sensação de irritação na barriga.
Já me disseram algumas vezes que nunca abordo o tema do «sexo» explicitamente. É verdade… Mas não por ser uma princesa «apudorada», mas porque considero que há temas que ou sabemos abordar, falar e escrever, ou então o melhor será ficar quieto, neste caso quieta!!!
Digamos que gosto de falar de sexo (explicitamente e claramente…) quando acho que seja minimamente vantajoso para ambas as partes interessadas (aqui tenho duvidas quais as vantagens e especialmente que partes estariam potencialmente interessadas) …
Delicio-me a ler e ouvir quem o sabe fazer com mestria, mas diria que são poucos…
E não tem que ser propriamente uma abordagem séria, poética e científica, diria que a brejeirice inteligente pode ser uma forma interessante e divertida de o fazer…
Detesto as frases «carrasqueiras», forte e feias… que acaba sempre por deturpar uma das coisas que mais prazer dá (e deu) aos homens e mulheres. Sim porque já as pinturas rupestres desvendam muitas das malandrices praticadas na Era das Pedras…
Depois há a teoria da evolução, macacos, homens, mulheres…blá blá e chegamos ao SEC.XXI .
Neste momento devem estar a pensar… Uauuu a Princesa perdeu-se na ERA dos Pedragulhos e já não sabe sobre que queria falar.
ERRADO…se pensou assim definitivamente é HOMEM!
ORGASMOS! Exacto é sobre isto que quero falar…
Porque? Porque numa conversa com uns amigos (machos) ouvi algumas coisas verdadeiramente irritantes e às vezes nas conversas com as amigas oiço outras verdadeiramente estupidificantes…
Começando pelos ORGASMOS do passado sobejamente conhecidos dos homens, aliás tratavam-no por tu enquanto coçavam os «tin-tins» (perdão pelo termo cavernoso mas foi a imagem que me veio à cabeça e ainda uma outra de um palito preso entre os dentes) e desesperadamente (pudicamente) desejado pelas mulheres!!!
Aqui começa o meu dever em prestar um serviço público, ou seja visualizo as vantagens e as partes interessadas, o que me permite falar à vontade (explicitamente) sobre o tema.
Porquê??? Porque descobri que em pleno SEC XXI ainda existem homens e mulheres das cavernas!!!
 
No passado diria que seria quase um tabu as mulheres desejarem-no, hoje em dia diria que é algo que elas (a maioria) não pretendem que lhes passe ao lado.
E onde me leva isto tudo???
Ás famosas frases (da ala masculina) sobre as mulheres fingirem «orgasmos», quase como se lhe colocassem uma estampa na testa ditando «Incapacitada de ter orgasmos»!!!
Ora caros senhores poupem-nos!!!
Eu diria que poderíamos trocar a estampa e colocar algo parecido com «Parceiro incapacitado de a levar a ter um orgasmo».
Porque fingem as mulheres os orgasmos?!! Será que a minha mulher finge orgasmos?!!!
Estas são as perguntas que mais afligem os homens.
Diria na minha modesta opinião que não existe apenas uma resposta.
Pegando na primeira «porque fingem as mulheres os orgasmos?» passo a dar algumas respostas:
 
  • Porque os amam profundamente (até um estado estupidificante) e não lhes conseguem dizer «Querido tu és bom em muita coisa, mas olha que mapas não são o teu género»;
  • Porque eles se acham os maiores e seria impensável falar no assunto sem que lhe colocassem a sua posição de «macho-man»  em questão;
  • Porque a essas mulheres nunca ninguém lhes explicou que sexo não é meramente um acto «fisiológico» do parceiro;
 
Etc, etc…
 
….
 
Estas poderão ser algumas das respostas. E quanto à outra pergunta «Será que a minha mulher finge um orgasmo?!!!» Julgo que esta só poderá ser respondida com uma contra pergunta:
 
Quando foi a ultima vez que lhe fez essa pergunta?!!!
 
Se há coisa que me irrita profundamente é supor que há Homens do SÉC XXI  ( e que os há…há!!!)  que proferem frases do tipo:
 
- Quero lá saber se ela finge o orgasmo ou não, chego lá da mesma forma!!!
 
Mas o que me irrita ainda mais são as mulheres do SEC. XXI que o aceitam passivamente fingindo uns «orgasmositos» em vez de darem um valente pontapé nos rabiosques desses «macho-man».
 
Acho que da próxima vez que for ali ao lugarzinho da esquina, onde vão todas as senhoras da outra geração e dos outros Séculos (sim onde eu vivo ainda existem mercearias pequenas e de bairro) e quando as ditas senhoras estiverem todas a comentar (mais uma vez!!!), que os jovens de hoje em dias se divorciam todos com muita facilidade, que as mulheres já não sabem agarrar um casamento, que não tem cabeça, que não pensam nos filhos, que não tem maturidade …talvez eu responda… « Na, na o que não tem é ORGASMOS!!!».
Bom, na verdade o mais provável é colocar um sorriso idiota na cara e sair é que o lugarzinho da esquina dá sempre jeito para as emergências!!!
 
Bom mas isto sou eu a pensar, sobre as conversas que oiço e tenho…
 
@ Com os melhores cumprimentos da Princesa Virtual
 
 
publicado por PrincesaVirtual às 18:48
sinto-me: Irritada com ELES...

Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
28
29
30

31


Mais Musica
mais sobre mim
pesquisar
 
subscrever feeds
Os Fru-Frus que tocam...
Quem está agora a ver os Fru-Frus...
blogs SAPO