Sem Fru-Frus nem gaitinhas o mesmo será dizer que se lixe o «politicamente correcto»... Let the show go on!!!!

29
Out 08

 

Tenho uma tendência para as situações constrangedoras. Não faço por mal, muitas vezes tem a ver com a minha curiosidade e também com algum à vontade e divertimento com que abordo as questões. Ok, tenho que assumir que às vezes é intencional, para deixar alguém «enrrascado», sendo que não foi o caso que vou passar a descrever.
 
Passou-se numa sessão de formação que tive (sendo eu a formadora) de membros mais novos da minha Empresa.
Existiam muitas actividades de grupo e nós os formadores no final das várias sessões, tínhamos que efectuar uma pequena apresentação aos formandos (um teatrito…).
É uma pequena peça, bastante divertida, sendo que eu já a conhecia de anteriores formações e explicava a mesma aos meus colegas.
Bom, na verdade tínhamo-nos que nos caracterizar um pouco, segundo as personagens que iríamos encarnar. Havia um colega meu que seria tipo um Zézé- Camarinha.
Estava a ajudar alguns na caracterização, e especialmente esse meu colega e a coisa passou-se mais ou menos assim:
 
Princesa – Vá P. tens que abrir a camisa e mostrar os pêlos do peito, vou tentar arranjar um cordão de ouro…
 
P. – Não me parece…acho que estou bem assim…
 
Princesa (muito «preciosista» na caracterização) – Não podes ficar assim! Um «vero» Zézé tem que ter a camisa aberta e mostrar os pêlos do peito….
 
Estivemos nisto algum tempo, até que eu já cansada resolvi que lhe ia desabotoar o botão da camisa, para lhe mostrar o efeito que desejava…
 
Foi ai que ele exclamou (gritou!!!), afastando-me as mãos:
 
-PORRA, Princesa!!! NÃO TENHO PÊLOS NO PEITO!!!!!!!!!!
 
Devem imaginar o que foi de risadas…e gozações…sendo que o meu colega ficou q.b. constrangido e eu também por o ter colocado naquela situação.
 
Podia ter deixado a coisa assim…mas comecei a pensar, «querem lá ver que estou perante um metro-sexual???!!! Um homem rato-pelado???!!!».
 
Fomos jantar e eu sentei-me ao lado dele…está claro que não resisti e sussurrei:
 
- Doeu muito???!!!!
 
A resposta foi:
 
-Hãn???!!
 
Voltei a perguntar com explicações adicionais:
 
-Se doeu muito a depilação…porque a mim dói-me sempre e no peito deve doer ainda mais….
 
Resposta:
 
-PRINCESA, EU NÃO ME DEPILEI, SOU PELADO DE NASCENÇA!!!!
 
Resolvi virar-me rapidamente para o lado esquerdo e conversar sobre banalidades com a colega que tinha ao meu lado…sendo que o meu colega «Pelado» optou por me ignorar o resto do jantar e da noite…
 
publicado por PrincesaVirtual às 09:03
sinto-me:

07
Out 08

 

Poderá parecer com este título de «post» que eu vou a todas as reuniões de condomínio e debato todas as decisões importantes…
Pois…mas não…não vou…não quero ir…e tenho raiva de quem vai!
Considero que essas reuniões revelam o que de mais mesquinho, imaturo e idiota existe nas pessoas…
Vejamos o meu caso pessoal…vivo num prédio de doutores e engenheiros. Tudo gente muito bem formada, gente de bem…os carros na garagem demonstram quão de bem elas são…
O mal delas é irem às reuniões onde o verniz estala, colocam as «chanatas» nos pés, as mãos na cintura e transformam o pequeno recinto onde se reúnem num verdadeiro mercado da Ribeira (desculpem as pessoas do mercado da Ribeira, que desconfio serão muito mais bem formados que alguns dos senhores e senhoras dessas reuniões)…chegando a situações caricatas de quase-a-vias-de-facto!
Há o vizinho que se incomoda com o roncar do vizinho do lado (este podia ser eu, mas resolvi a situação sem grandes problemas, mudei a cama e coloquei um grande armário de onde vinha aquele ronco profundo…melhorou), há o outro que não gosta da cor da roupa que se estende, o outro que lhe caiu um cabelo na varanda, o outro que não gosta que as crianças corram na garagem, o outro que não gosta da musica, o outro que detesta cães, etc etc etc…
Como resolver então este problema e não ser incomodado com mesquinhezes???!!!
A solução é deixar de ir às reuniões! Viver na completa ignorância compensa e muito.
Pensei eu que estaria a salvo…ahhhhh como me enganei!
Agora começou a ERA dos recadinhos. Todos os dias de manhã há alguém que coloca um papel colado com fita-cola no hall da escada. Um cabelo que caiu na varanda, que parecia pêlo de cão, ou de gato, ou de rato, ou coelho…mas talvez seja de pessoa (alguém que anda a mudar o pêlo). Outro que lhe apareceu resíduos sólidos não identificados… e este fim-de-semana deparei-me com um papel que dizia o seguinte :
 
«Deichar cair lixo é um azar. Mas não limpar é uma falta de respeito!»
 
Ok o vizinho tinha razão, alguém deixou cair lixo à saída da porta da rua e via-se um lastro denunciador. Claro que depois daquele bilhete, mesmo que alguém pretendesse limpar o mesmo, não se atreveria face à exposição que teria.
 
O que me anda a irritar nos bilhetinhos é que de facto aquilo nada resolve e não vai tardar muito para tudo andar à bofetada…
 
Mas este irritou-me especialmente pelo erro ortográfico…como raio é que alguém deixa um bilhete dirigido a todos os inquilinos com um erro daqueles???!!!!
 
E fiz…claro que fiz…olhei para todos os lados e não estava ninguém à vista…saquei de uma caneta preta e pintei um grande X.
 
É que caramba se vamos ter que levar com a porcaria de recadinhos em bilhetinhos deixados no hall da escada, ao menos que seja sem erros ortográficos!
 
Tenho dito!
 
@ a vossa (salvo seja) PrincesaVirtual
publicado por PrincesaVirtual às 11:27
sinto-me:

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


Mais Musica
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Os Fru-Frus que tocam...
Quem está agora a ver os Fru-Frus...
blogs SAPO