Sem Fru-Frus nem gaitinhas o mesmo será dizer que se lixe o «politicamente correcto»... Let the show go on!!!!

09
Jul 07

 

Tive umas pequenas férias em Junho, aproximadamente 10 dias.
Durante 10 dia viajei pelos «Picos da Europa» e Costa Basca. Adorei! Único!
Mais de 3.000 Km de estrada. Simplesmente FANTÁSTICO!
Dez dias no meio das montanhas com o som dos rios e cascatas, a saboriar a doçura da vegetação, a sentir a frescura dos dias. Quase que somos levados a  acreditar que a nossa vida é aquilo.
Somos acometidos por uma paz infinita e momentos de felicidade atingem-nos impiedosamente.
Num desses dias, tal como em quase todos, procuràmos um local com todas estas características para almoçarmos e nos deixarmos arrebatar. Nesse dia em particular fomos brindados com mais uns sons, que também faziam parte deste cenário, pastores e cabras…
Os gritos dos pastores ecoavam pela montanha, assim como os chocalhos e balidos das cabras.
Comecei a perscrutar a montanha e nos sítios mais íngremes e insidiosos, descobri as cabras e os pastores.
Naquele dia parecia que existia alguma dificuldade em reunir os animais, quase que não se distinguia os saltos dos animais, com os dos pastores. Apercebi-me que o objectivo seria fazer com que os animais descessem a montanha escarpada para atravessarem uma estreita ponte de pedra (que atravessava o rio), alcançando assim a outra margem.
Almocei e no fim continuava a ouvir os animais e os pastores, sinal que os animais ainda não estavam reunidos.
Não resisti em ir espreitar. Vinha a subir um dos pastores com uma cabra presa por uma corda que se debatia vigorosamente. De tal forma que à revelia do pastor conseguiu saltar uma vedação. Tendo assistido a seguir a uma verdadeira cena de pancadaria entre um pastor e uma cabra, e ainda apreendi alguns palavrões em Espanhol que obviamente me escuso a reproduzir aqui!
Um menino de aproximadamente 4 anos tinha-se se colocado ao meu lado. Pelos gritos que lançava aos animais, apercebi que deveria fazer parte da família dos pastores.
Ele ia-me deitando uns sorrisos e deu-me um «olá», que eu obviamente retribui.
Depois o pastor mandou-nos afastar com uns grunhidos roucos (depois da pancadaria que tinha assistido entre o pastor e a cabra, confesso que achei por bem entender perfeitamente os grunhidos), caso contrário as cabras não subiam.
Foi quando o menino começou a fazer perguntas. Fui respondendo em monossilabos no meu parco Portunhol (Portunhol da Princesa: lá garfo, lá faca, lá montanha…), algures nas minhas incursões por Espanha descobri que o «lá» fica sempre bem.
Mas claro que estava a falar com uma criança de 4 anoo, que após o segundo «lá», perguntou franzindo as sobrancelhas:
 
-És Inglesa???
 
Deu-me vontade de rir e disse que não.
 
- Ahhh …. És de onde???
 
E no mesmo instante sem ouvir a resposta, saltou a vedação, balançando-se perigosamente na escarpa lançando uns gritos às cabras…
Entrei em pânico, as crianças de 4 anos que conheço não fazem aquelas coisas e por isso puxei de todo o meu léxico Espanhol e gritei uns «niño» e uns «mira»….
O rapazito percebeu a minha aflição e fez-me sinal que estava tudo bem… Sosseguei, quando ele voltou novamente para detrás da vedação.
 
- És de onde???? – voltou ele a perguntar
 
Respondi:
 
- De Portugal…
 
-Ahhhhh e isso é onde????
 
Pensei na melhor resposta. Achei que dizer-lhe que era aquele condado Portucalense que por um infeliz lapso estratégico do D.Afonso Henriques não era Espanha… não seria muito claro. Por isso respondi:
 
- É muitoooooooooo (prolonguei a vogal) longe…
 
O olhar do miúdo iluminou-se de compreensão e com um sorriso na cara disse:
 
-Ahhhhhhhh muitooooo longe... Já sei é em BADAJOZ…
 
Tive um ataque de riso…despedi-me da criança e voltei à estrada!
 
Desejo uma boa semana a todos :)
publicado por PrincesaVirtual às 09:00
sinto-me:

comentários:
Ahahahahaha... 'É em Badajoz'... muy bien! Ahahahah

Também já passei uma temporada nos Picos de Europa e... foi simplesmente divinal.

Beijos mil em tu :)
LObaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa a 9 de Julho de 2007 às 12:10

Com a quantidade de criancinhas portuguesas que agora nescem em Badajoz, não admira que o pobre miudo tenha ficado confuso! Beijos :)
izzyta a 9 de Julho de 2007 às 22:17

LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL. Como as crianças são inocentes.
Parece ter sido um passeio bastante agradável, excepto claro para a cabra que sofreu uma valente tareia pela sua rebeldia
Beijoca
Angel a 10 de Julho de 2007 às 12:34

Seja bem aparecida!! :)

É tão bom ouvir alguém falar de férias e contar-nos pequenas aventuras como este teu episódio... É como se lá estivessemos estado. Gostei!

Também ando a planear as minhas... ai Outubro que estás tão longe...

Beijinhos xxx
stressadinha a 11 de Julho de 2007 às 17:40

Eu bem que me parecia que Badajoz era nosso...

sonhos de reconquista
Sonhador de Alpendre a 12 de Julho de 2007 às 23:47

Já há muito que não passava por aqui...
Realmente para os Espanhóis é complicado perceber onde fica portugal... sei-o por experiência... conhecem bem as fronteiras, mas o resto é paisagem...

E daqui a duas semanas e meia aí vou eu para terras de nuestros hermanos... Torremolinos!!! Praia, Sol... temperaturas de verao!!!

Verão que tarda a chegar aqui... sabe-se lá porquê!!!
Boa semana!!!

Isa
Isa a 16 de Julho de 2007 às 09:58

E quem é que deu mais? O pastor ou a cabra?
kuka a 18 de Julho de 2007 às 09:42

Simpático esse pastor de meio palmo, heim?!?
Sabes, quando eu era pequena também achava que o Porto (porque os meus irmãos já cá viviam, sim que eu nem fazia ideia nessa altura que Lisboa existia) também era muito longe de Portugal! Claro que Portugal era onde eu vivia, né?!!!
Ternuramente ignorantes... não era tão bom?!

Beijinhos
Lurdes a 18 de Julho de 2007 às 19:19

Pelo menos, estando em Badajoz já não se poderá dizer que é muito longe... Na sua inocência, acabou engraçadamente a falhar por pouco. Esta história é uma delícia.
Um beijinho.
Incógnita a 22 de Julho de 2007 às 15:35

Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Mais Musica
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os Fru-Frus que tocam...
Quem está agora a ver os Fru-Frus...
blogs SAPO