Sem Fru-Frus nem gaitinhas o mesmo será dizer que se lixe o «politicamente correcto»... Let the show go on!!!!

13
Nov 06

- O senhor sente-se aqui!!!
- Não, não … a menina deixe-se estar…
- Eu vou sair na próxima paragem o senhor sente-se por favor…
- Ahhh muito obrigado…
 
Foi engraçado reparar no constrangimento de ambos perante o olhar de quem ia naquela carruagem de metro.
 
A rapariga porque perante a negativa inicial do senhor tinha todas as pessoas a olhar para ela e o senhor (já de alguma idade) porque sentia o constrangimento de uma menina lhe dar o lugar.
Julgo que na sua época, nunca em tempo algum uma menina daria um lugar a um cavalheiro!!!
 
Mas mudam-se os tempos e mudam-se as vontades…
 
E «nestes tempos» confesso que me apraz assistir a algo tão simples como isto! Diria mesmo que é invulgar…
 
O senhor era interessante, tinha uma barba branca muito bem aparada, vestia bem, tinha um ar «clean» e nobre, como se tivesse saído de uma qualquer obra de Eça de Queiroz. Daquelas pessoas que eu acho que nunca deveriam andar de metro em horas desassossegadas!
Foi precisamente isto que pensei na altura…e que me fez sorrir para dentro.
Sorrir e rir para dentro nos espaços públicos é crucial, faz parte do manual de sobrevivência, para não sermos considerados mais um «louco(a) de Lisboa» tal como dita a canção.
 
A rapariga ainda era novinha diria que não mais de 18 anos (fantástico não é!!!) ia agarrada ao varão que fica no pequeno hall da carruagem junto da porta de saída. Reparei que algo a incomodava pela forma como fixava o tecto da carruagem. Utilizo muitas vezes essa técnica num espaço demasiado apertado. Fixar algo onde ninguém consegue encontrar os meus olhos e Eu os olhos de alguém!
 
A minha figura de «Eça de Queiroz» ia sentada e virada para o local onde a rapariga estava e fixava-a!!!
 
Pensei…mau querem lá ver que a minha figura de Eça de Queiroz passa (em minutos) a uma figura de Stephen King (isto iria me custar agora que tinha romanceado)!!!!!
 
- Psssstttt…pssstttt….
 
O senhor agitava a mão na direcção da rapariga.
 
- Não…não…não me quero sentar obrigado…
 
O senhor insistia.
 
- Psssstttt…psssttt … aproxime-se…
 
Agora sim a rapariga estava constrangida (pela 2ª vez naquela viagem) e notei-lhe no olhar que também estava a ponderar se o senhor de barbas branquinhas não seria algum «psicopata».
 
-Pssstttt…psssstttt…chegue aqui sffv…
 
A rapariga estava encurralada…entre pedidos de desculpa e com licenças conseguiu-se aproximar do senhor «Eça de Queiroz».
 
Então ele mexeu numa pasta de cabedal e tirou de lá um livro, que estendeu à rapariga.
 
Um livro de poesias, de sua autoria. Não consegui ler o nome do autor, apenas o título.
 
A rapariga sentou-se em frente ao senhor, num lugar que tinha ficado vago na altura. E folheou o livro, passado um bocado levantou-se e preparou-se para sair, não sem antes agradecer de uma forma muito simpática.
 
Mas o mais engraçado para além de um certo ar pomposo e «inchado» que o senhor Eça de Queiroz colocou, foi ter-lhe vislumbrado um sorriso de contentamento de como quem diz «- Ainda sou um cavalheiro e muito capaz!!!».
 
Não sei porquê mas senti inveja da rapariga, gostaria muito de ter aquele livro e descobrir quem era a minha figura «Eça de Queiroz».
 
Mas a viagem terminou e eu não tive coragem para abordar o senhor «Eça de Queiroz»…
 
Os desejos de uma excelente semana para todos.
 
Da parte da vossa (salvo seja)  Princesa…
 
publicado por PrincesaVirtual às 00:51
sinto-me:

comentários:
ahhhhhhhhhhhhhh Fico feliz por teres voltado, é sempre um prazer ler-te!! :) Muitos beijinhos e uma excelente semana. (o destino da viagem?... NY :D)
stressadinha a 13 de Novembro de 2006 às 09:15

E eu fico feliz por te ver aqui :)

NY...sortuda fez em Maio passado um ano que passei por lá...um sonho ;)

Beijos :D
PrincesaVirtual a 13 de Novembro de 2006 às 13:37

Voltaste, e num ritmo impossível de acompanhar! Ainda 6ªfeira nasceste, e já cá cantam 3 posts!
Cum caroço, não há fome que não dê em fartura.

Quanto ao post, ao Eça e à menina:
- o post está delicioso, o que é chato;
- os velhinhos do Eça sempre foram assim meio para o "Stephen King";
- a menina esteve bem, sim senhor.
Cuida-te Princesa ... e atenção que o Eça era um "republicano dos diachos"...
Francisco a 13 de Novembro de 2006 às 09:19

Muito obrigado caro Francisco ;)

Beijos
PrincesaVirtual a 13 de Novembro de 2006 às 13:38

Princesa Pluma, em primeiro lugar peço desculpa por não comentar este artigo e paralelamente por tecer um comentário um pouco mais longo do que o poder de sintese faz obrigar neste tipo de espaços.

Descobri a Blogosfera há cerca de 4 anos, nesses dias foi um forma que encontrei de estirpar alguns dos fantasmas que assolavam esta minha cabecita, e dedicar algum tempo a uma das coisas que mais prazer me dá, escrever. Porque tinha algum receio de ligar a minha imagem a uma coisa que poderia não estar bem vista, criei um personagem ficticio e pus-me a escrever sem me importar com comentários ou leitores. Ajudou-me?
Claro que sim!
Ao fim de 4 anos, consigo escrever sem utilizar subterfúgios e consequentemente cresci ao deixar de ter medo de emitir opinião, por receio das considerações que a mesma podesse motivar!

Consegui ainda conhecer pessoas interessantes através deste meio, algumas delas figuram inclusivamente no meu role de amigos chegados que procuro para aliviar os meus problemas!

Isto tudo serve para dizer, que os blogs quando vividos sem receios (que me parece ser o teu caso) são uma ferramente interessante para comunicar, e escrever umas letras pode muito bem ser uma forma de nos libertarmos de alguma coisa que nos pesa!

Ora, estes factos fazem com que (salvo rara excepções) criemos uma serie de relação (falivel como as outras) com este modo de comunicação, e naturalmente não conseguimos, e não desejamos afastar-nos dele.
A tua forma de escrever desempoeirada e sem regras prévias faz muita falta à blogosfera, porque como eu, há muitas pessoas necessitadas de ler opiniões, dramas, ou epopeias mais ou menos cómicas, sem que lhe esteja subjacente um interesse cruzado.

Bem Re-vinda à blogosfera, a malta notou-te a falta!
E boas aventuras
que isto de escrever é uma aventura!

beijinho!
Vitor a 13 de Novembro de 2006 às 12:56

Obrigado Victor... pelas tuas elogiosoas palavras.

Tendo a concordar com todas elas.

Beijos :)
PrincesaVirtual a 13 de Novembro de 2006 às 13:39

heheheh e ainda dizem q o cavalheirismo acabou heheheeh .. parabens pela nova fase da princesa :) bem regressada :) bjokas ... deixei um desafio no meu blog se kiseres participar tas a vontade, se nao, tas a vontade na mema
Passo a 13 de Novembro de 2006 às 14:26

Passito algures no passado já ceitei esse desafio...se procurares no Era uma vez...vais encontrar ;)

Beijos :D
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:49

ah eu dou sempre lugar, quando ando nos Transportes públicos, e devo dizer que ometro é um transporte de elite. Sim que na carris não veria uma jovem a dar lugar, nem um poeta de barbitas a retribuir... Mas esta tua descrição é deliciosa... gostei muito da introdução do Stephen KIng
crowe a 13 de Novembro de 2006 às 18:12

Porque razão na carris não assitirias a algo assim???
Também não costumo encontrar situações destas no metrom todos os dias ...garanto-te.

Beijos :)
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:50

Olá Olá ;D
Viva a nossa princesa voltou...;)
Que delicioso ler-te novamente com posts tão engraçados e palavras sábias ;D
Adorei este renascimento...adorei mesmo!
Beijus gds
Paty a.k.a Wildflower a 13 de Novembro de 2006 às 21:11

Muito obrigado pelas boas vindas menina azul...

:)))) beijosss
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:52

Ai a musica deste blog!
Adoro... vou ficar por aqui um cadinho a ouvir...
Sofia.S a 14 de Novembro de 2006 às 00:49

Fica Sofia...fica o tempo que quiseres.

Beijos :)
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:52

Xiiiiii ... voltaste Princesaaaaa... Já tinha saudades das tuas histórias mirabolantes! It´s true. Adoro lê-las.
"Recrutei-te" no meu blog, espero que não te importes. Um beijinho grande e fico muito feliz por reler-te.
Essa Miuda a 14 de Novembro de 2006 às 11:37

Essa please see comentário de passo above ;) e obrigado pelas boas vindas

Beijosss :D
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:54

Sempre atenta Princesa!!
Não é uma pena que a primeira coisa que nos vem à cabeça, relativamente às intenções de alguém, seja uma coisa menos boa?!?!? Pena maior ainda é quando de facto é essa a realidade... mas depois, acontecem coisa como este agradecimento do teu Eça e voltamos a acreditar que nem tudo está perdido...
Beijinhos
Lurdes a 14 de Novembro de 2006 às 15:27

Acho que tem tudo a ver com os «nossos tempos» é muito mais facil encontrar pessoas no minimo indiferentes do que atenciosas e boas :)

Beijos essita
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:54

Querida Princesa!
As suas histórias nos transportes públicos são sempre deliciosas... o conselho de saber rir para dentro para sobriver fundamental... o olhar de Sua Alteza não se enganou quanto à figura Eça de Queirós.
Beijo
Maria Papoila a 14 de Novembro de 2006 às 21:28

É uma questão de estarmos atentas...e acho que conseguimos ver uns quantos «Eça de Queiroz».

Beijos Papoilita ;)
PrincesaVirtual a 15 de Novembro de 2006 às 10:58

Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
16
17

19
20
21
24
25

26
27
28
29
30


Mais Musica
mais sobre mim
pesquisar
 
Os Fru-Frus que tocam...
Quem está agora a ver os Fru-Frus...
blogs SAPO