Sem Fru-Frus nem gaitinhas o mesmo será dizer que se lixe o «politicamente correcto»... Let the show go on!!!!

20
Abr 09

Há uns tempos atrás escrevi um post sobre os homens e a estranha mania de nunca perguntarem onde fica a rua, avenida, praça xyptz, sem que tenham primeiro de perder uma ou duas horas (no mínimo!) a dar uma volta a todos os quarteirões e esgotar a paciência de quem vai no lugar do pendura (pelo menos a minha!).
 
Bom para evitar estes percalços. quando ando na estrada o GPS é o meu melhor amigo, que no entanto tem algumas limitações quando me deparo com ruas, rotundas ou cruzamentos desconhecidos e que não vêem ainda assinalados …ou eventualmente eu não tenho a morada correcta do local para onde pretendo ir.
 
Nessas alturas preparo o melhor sorriso e afino o melhor tom da minha voz, baixo o vidro e faço aquilo que acho ser o mais eficiente, após 5 minutos a dar voltinhas pelas redondezas, para chegar à conclusão que não faço a menor ideia onde estou. E que é basicamente isto:
 
- Pssssstttt…psssstttt olhe sffv pode-me ajudar???
 
Isto aconteceu à quinze dias atrás, tinha que levar a Rainha-Mãe ao doutor, mas o posto médico e a zona era-me desconhecida.
Nos meus cinco minutos de tentativas para tentar encontrar o local, dei por mim numa zona residencial, com poucas pessoas a circularem. Ora isto sim era um «vero» problema para mim!
 
Desfiz-me num sorriso quando vi um senhor de idade a 300 metros do meu carro e rapidamente desci o vidro:
 
 
- Pssssttt….psssssstttt olhe sffv pode-me ajudar???
 
Nada! O senhor continuou o seu caminho que era paralelo ao meu, mas não na direcção do meu. Claro que não desisti, não ia deixar fugir a única hipótese de chegar ao local X…e como tal afinei o tom da minha voz , um pouco mais alto e :
 
 
-Pssssttt….psssssstttt olhe sffv pode-me ajudar???
 
Nada! O senhor continou o seu caminho sem sequer esboçar um leve movimento na minha direcção e reacção aos meus pedidos de ajuda. Mas Princesa que é Princesa não desiste e muito menos me apetecia andar mais 5 minutos às voltas pelas redondezas, assim mais uma ligeira afinação no tom/som e:
 
-Pssssttt….psssssstttt olhe sffv pode-me ajudar???
 
Por fim para meu alívio, o senhor voltou-se na minha direcção, eu acenei-lhe e ele respondeu ao meu aceno virando ligeiramente a cabeça e fazendo-me um sinal rodando o dedo junto ao ouvido. Olhei para ele sem perceber e foi quando a rainha-mãe disse: «-O senhor é surdo»!
 
Pensei, ena fantástico com os milhares de habitantes que devem existir nesta localidade e redondezas a única pessoa que encontro para me dar indicações é surda!
 
Bom, de qualquer das formas o senhor aproximou-se do carro e espetou-me o ouvido na janela para que eu pudesse visualizar o aparelho de audição.
 
Lá fingi que aquilo era um microfone e debitei para o aparelho do senhor a minha aflição em não saber onde ficava o tal posto médico e que precisava de levar lá a Rainha-Mãe…blá blá…
 
Quando acabei, o senhor levantou a cabeça e pela sua expressão percebi que a mensagem estava entregue e que graças a deus o aparelho estava ligado.
 
Sendo que rapidamente, começou-me a dar as indicações:
 
- Olhe a menina vai  por ali, sempre em frente, vira à direita, depois à esquerda, depois vê uma casinha e vai em frente e vira à direita, depois à esquerda, desce, sobe, direita…
 
A partir da vigésima indicação de descida, resolvi interromper e tentar debitar o percurso…o senhor mais uma vez aproximou o aparelho (e eu mais uma vez fingi que era um microfone) e repeti:
 
- Então o senhor diz que é para virar à direita e depois esquerda e desço e….
 
Fui interrompida por uma mão no ar (a do meu interlocutor) e  um ar-de-porque-raio-começaram-a-dar-cartas-de-condução-a-mulheres-que-nem-de-carroça-lá-iam e disse-me:
 
-Olhe a menina venha atrás de mim, até ao cruzamento lá à frente que depois è fácil…é melhor o caminho!
 
Repensei se não valeria a pena tentar encontrar um novo interlocutor, mas não poderia estar longe e já tinha perdido algum tempo.
 
E assim dei por mim a seguir de carro um senhor de idade, que andava muito devagarinho e a ouvir a rainha-mãe resmungar sempre que ultrapassava ligeiramente o senhor, «Vai devagar que o senhor ficou para trás».
 
Após 10 minutos ou mais, lá chegamos ao cruzamento (que ficava a 300 m de onde estava) e foi quando o senhor me disse.
 
-Este caminho é mais fácil que o outro que lhe tentei indicar. É sempre a descer e aí a 100 m tem o posto medico do lado esquerdo!
 
Devo ter ficado estupidamente por segundos a olhar para o senhor e a pensar então mas porque raio é que não me indicou logo este caminho??!!
 
Mas fiz o meu melhor sorriso, agradeci e lá dei com o bendito «Posto Médico».
 
Enquanto esperava que a médica atendesse a Rainha-Mãe, pensei que da próxima vez tentaria durante mais uns 5 minutos encontrar a localização antes de lançar o S.O.S. .

 

 Uma boa semana para todos da vossa@  PrincesaVirtual

publicado por PrincesaVirtual às 00:39

comentários:
Assim visto de longe...confesso que tem a sua piada :P

Beijos In R

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO